Trekking

Para quem deseja iniciar uma atividade física, a caminhada é sempre uma excelente opção. Caminhar por trilhas em contato com a natureza, então, é a combinação perfeita para o bem-estar físico e mental.O trekking é a modalidade de caminhada que reúne o contato com a natureza com a prática de uma atividade física saudável, divertida e acessível a todos, o que justifica o número cada vez maior de adeptos.

Mas é sempre importante ressaltar que, mesmo sendo uma atividade física de baixo impacto, consultar um profissional de saúde deve ser sempre o seu primeiro passo.

Um pouco de história

Longas caminhadas sempre fizeram parte da história antiga da humanidade, principalmente ligadas aos povos nômades, que migravam constantemente em busca de água e de melhores condições para a sobrevivência do grupo.

A história do trekking também está ligada a grandes caminhadas e teve início no século XIX, na África do Sul, pelos povos que viajavam a pé carregando seus pertences, movimento que se tornou bastante intenso após a derrota dos holandeses e bôeres para os ingleses em torno dessa rica região. A palavra trek é de origem africâner e a expressão trekken foi adaptada pelos ingleses e passou a denominar as longas caminhadas. O trekker é o indivíduo que pratica caminhadas esportivas, ligadas sempre ao contato com a natureza e, algumas vezes, à aventura.

No Brasil, o trekking surgiu por volta de 1992 com a adaptação da caminhada ao ar livre com as regras dos enduros de moto e jipe. Os locais de prática do trekking no país são tão diversos quanto sua própria dimensão. Ilha Grande, Ubatuba, Circuito do Diamante na Chapada Diamantina, Paranapiacaba, Agulhas Negras, Monte Verde e Pico do Itambé em Minas Gerais, Serra do Cipó, Serra da Mantiqueira e Serra do Mar, enfim, em cada ponto do Brasil existe um lugar perfeito para longas caminhadas em contato com a natureza, sempre exuberante, em qualquer época do ano.

Principais características e benefícios

O trekking pode ser praticado em grupo ou individualmente, e não requer preparos rígidos. Quem deseja praticar o esporte de forma independente pode escolher sua própria trilha ou rota. Mas há o trekking com guias locais para auxiliar nas trilhas mais complexas ou regiões de difícil acesso e percursos mais longos.

Para quem está iniciando, uma boa opção é o trekking organizado, onde existem guias, carregadores, mantimentos e equipamentos preparados com antecedência pelos organizadores, permitindo maior segurança e total tranquilidade para dedicar-se à prática e aproveitar a paisagem e o contato com a natureza.

E para aqueles que gostam de desafios, a modalidade perfeita é o trekking de competição (o enduro ou rali a pé), em que várias equipes participam da atividade em busca de lazer, benefícios físicos e um pouco de adrenalina. No trekking de competição, cada membro da equipe tem sua função: o navegador é responsável por conduzir a equipe pela trilha utilizando uma bússola. O contador de passos deve calcular a distância entre os pontos de controle e referências fornecidas no início da prova. Os passos são contados manualmente ou utilizando um pedômetro, e o calculista deve registrar e calcular o tempo da equipe em cada parte do percurso.

As equipes são formadas por no mínimo 3 e no máximo 6 integrantes e as distâncias percorridas variam de 6 a 15 quilômetros. Postos de Controle estão espalhados pelo trajeto para marcar os pontos das equipes e também como apoio. As provas podem privilegiar a regularidade ou a velocidade das equipes, e todas as informações são fornecidas pela organização momentos antes do início da prova.

Dicas e cuidados

  • O trekking é uma atividade que busca o contato com a natureza, por isso, busque tirar o maior proveito possível desse momento.
  • As roupas e sapatos devem ser leves e de fácil absorção de suor.
  • A prática do trekking não requer um preparo rígido ou qualquer habilidade específica, mas é importante conhecer e respeitar os limites do próprio corpo.
  • Alongar-se antes e depois da prática do trekking, evita dores, tensões musculares ou lesões advindas do esforço físico.
  • Encontre espaço na mochila para alguns itens que são imprescindíveis para a boa prática do trekking: um kit de primeiros socorros para o caso de machucados ou dores musculares, repelente, filtro solar e garrafa de água.

Curiosidades

Várias provas de trekking são praticadas à noite, as chamadas “Night Trekking”, em que o entrosamento da equipe conta muito. As trilhas são percorridas com a ajuda de lanternas e, se a equipe der sorte, a luz do luar também pode ser uma grande aliada para iluminar o caminho certo a seguir.

Um dos equipamentos típicos do trekking é a mochila de hidratação. Trata-se de uma pequena mochila térmica com um reservatório de até 2,5 L de água. A mochila tem um orifício para abastecimento e uma mangueira para o trekker beber a água sem a necessidade de interromper a atividade. O acessório é muito utilizado em competições (enduro ou rali a pé).

Saiba mais

Consulte sempre o seu médico. É de fundamental importância certificar-se de que você pode se exercitar sem riscos. Ele é o profissional adequado para orientá-lo quanto a melhor prática esportiva de acordo com seu perfil e objetivos de saúde.

Controle sua Diabetes.
Aprenda algo novo.

Assine ao Mudando Diabetes por email
Faça como mais de 5.300 pessoas
e receba nossas novidades!

Deixe um comentário

Controle sua Diabetes.
Aprenda algo novo.

Assine ao Mudando Diabetes por email
Faça como mais de 5.300 pessoas
e receba nossas novidades!